GASTRONOMIA E CULINÁRIA:

UM OLHAR ANTROPOLÓGICO SOBRE A IMIGRAÇÃO ITALIANA NO MUNICÍPIO DE BITURUNA -PR

  • Lina Cláudia Sant´Anna Uniguaçu
  • Gracielli Andressa de Moura
  • Ivonilce Venturi
  • Libardone Brustulim
Palavras-chave: Culinária, antropologia, italianos, cultura, alimentação

Resumo

A gastronomia  é considerada  o ato de consumir alimentos de diversas maneiras e variedades para dispor nutrientes que o organismo necessita e nas quantidades adequadas, respeitando o modo de comer e dimensões das práticas alimentares da cultura e sociedade. O alimento e a comida apresentam conceitos diferenciados, enquanto o alimento, na teoria antropológica, consiste em qualquer nutriente biologicamente ingerível, comida resulta numa escolha, numa seleção de alimentos que é realizada culturalmente do que pode ser comestível ou não permeando a aceitação cultural. Os estudos sobre a imigração italiana para o Brasil tornam-se importante de cunho social, pois os conceitos da imigração italiana e o legado cultural gastronômico fazem parte da cozinha brasileira, considerando os hábitos alimentares relevantes para a expressão de identidade. Uma herança cultural deixada pelos imigrantes italianos no Brasil é a culinária. A comida italiana é muito consumida pelos brasileiros que possuem preferência pelos pratos de massas como pizzas, macarronada e lasanha e, ao longo dos tempos acrescentaram alguns ingredientes a esses pratos tornando-os mais saborosos do gosto brasileiro. Neste contexto o presente estudo tem como principal objetivo compreender as origens e evoluções da Culinária Italiana no município de Bituruna – PR. No total, 15 pessoas participaram da entrevista, sendo eles imigrantes e descendentes de italianos de idades entre 20 a 89 anos, 66,66% (n=10) dos participantes eram do sexo feminino e 33,33% (n=5) deles do sexo masculino. Foram entrevistadas 3 famílias de sobrenomes diferentes sendo eles 99% (n=14) descendentes e 1% (n=1) imigrante. Conclui-se que os hábitos trazidos e cultivados pelos imigrantes ainda são preservados. É possível observar mais especificamente na culinária que alguns costumes perderam sua veracidade por necessidade de adaptação à produção agrícola, aos cultivares e também à criação de animais. Outros mantiveram-se, em sua totalidade. Tudo isso conferiu aos descendentes de italianos no Brasil atributos e particularidades singulares. Além das contribuições culturais, os imigrantes italianos colaboraram em todos os aspectos para o desenvolvimento social, político, econômico e religioso das cidades coloniais brasileiras.

Publicado
2021-12-03
Seção
Artigos