INFLUÊNCIA DA MASTITE CLÍNICA E SUBCLÍNICA NA TRANSFERÊNCIA DE IMUNIDADE PASSIVA PARA BEZERRAS

  • Fátima Tenchina Centro Universitário do Vale do Iguaçu - Uniguaçu
Palavras-chave: colostragem; transferência de imunidade passiva; mastite.

Resumo

RESUMO: A colostragem de neonatos é um manejo de extrema importância em um sistema de produção leiteira, pois esta intimamente relacionado com a saúde e desenvolvimento das futuras vacas. O colostro bovino contém elementos solúveis e celulares biologicamente ativos, sendo a imunoglobulina G (IgG) o principal componente imune transferido da circulação para a glândula mamária e sucessivamente ao bezerro. Cada imunoglobulina desempenha função especifica no organismo, a IgG representa cerca de 80-95% dos anticorpos responsáveis por identificar e destruir patógenos. A placenta das fêmeas bovinas classificadas como sindesmocorial nutre e protege o feto contra agressões bacterianas e virais, mas impede igualmente a passagem de anticorpos. Desta forma ao nascer o animal, não apresenta imunidade adequada, sendo dependente do processo chamado de transferência de imunidade passiva (TIP), que ocorre exclusivamente através do fornecimento de colostro. A falha na transferência de imunidade passiva (FTIP) é uma das principais causas de mortalidade de bezerras recém-nascidas. Uma das doenças de maior relevância nos rebanhos leiteiros é a mastite, uma infecção da glândula mamária que pode ser causada por microrganismos principalmente bactérias. Essa enfermidade pode ocorrer em todas as fases da lactação, inclusive no pós-parto imediato. A ocorrência da mastite nesse período se deve a maior vulnerabilidade às infecções devido à baixa do sistema imunológico atribuída a alterações endócrinas e metabólicas que se iniciam no período seco. A infecção da glândula mamária durante o referido período resulta em profundas mudanças nos constituintes lácteos, alterando as características físico-químicas e organolépticas do colostro. Portanto objetivou-se nesta revisão levantar informações sobre a influência da mastite clínica e subclínica na imunização passiva de bezerras e comparar os principais métodos de avaliação utilizados.

 

Publicado
2020-12-18