MEGACÓLON COM FORMAÇÃO DE FECALOMA POR OBSTRUÇÃO EXTRAMURAL EM FELINO

  • Raphael de Oliveira Mendonça Uniguaçu
  • Natasha Dorneles Trindade
Palavras-chave: megacólon, fecaloma, constipação, estenose pélvica

Resumo

O megacólon é definido como o aumento persistente e crônico do diâmetro colônico associado à constipação. A constipação pode evoluir para o fecaloma, o qual caracteriza-se pelo grande volume e endurecimento das fezes. Há várias causas para o megacólon felino e podemos dividi-los no grupo da inércia colônica e grupo das obstruções extramurais. Para a inércia colônica temos megacólon do tipo idiopático, trauma à inervação colônica, alterações na medula espinhal sacral, doenças de Chagas, disautonomia e algumas medicações. E no segundo grupo (grupo das obstruções) podemos ter: fraturas pélvicas erroneamente consolidadas, tumores colônicos e/ou anorretais, massas intrapélvicas, corpos estranhos, dieta imprópria e atresia anorretal. No presente caso relatado, classificamos a enfermidade como megacólon por obstrução extramural decorrente de estenose do canal pélvico por uma fratura erroneamente consolidada com frequentes recidivas. Alterações na dieta são necessárias (dietas ricas em fibras) e adição de medicamentos como laxantes e emolientes fecais e até enemas constantes. Alguns pacientes, dependendo da causa de base, como por exemplo, pacientes com lesões pélvicas; são candidatos ao procedimento cirúrgico, desde colostomia, e colectomia total/subtotal.

Publicado
2020-09-24