SÍNDROME DAS VIAS AÉREAS BRAQUICEFÁLICAS EM UM CÃO DA RAÇA PUG: RELATO DE CASO

  • Raphael de Oliveira Mendonça Uniguaçu
  • Dyane Martins
  • Bruna Helen Lopes Ferraz
  • Mairon Graciani dos Santos

Resumo

A Síndrome das vias aéreas braquicefálicas é uma patologia caracterizada por diversas alterações genéticas que causam anomalias anatômicas no corpo do animal principalmente em vias aéreas. A patologia afeta, sobretudo o palato mole, que se torna mais alongado limitando a passagem do ar, também ocorre uma má formação congênita das cartilagens nasais que resulta em colapso e oclusão parcial das narinas. Estas modificações anatômicas nos cães que portam a síndrome braquicefálica provocam a obstrução das vias aéreas superiores e desencadeiam um processo de dispneia que pode variar de leve a intensa. Este trabalho relata a correção cirúrgica de estenose de narina bilateral e ressecção do palato mole em um canino macho da raça Pug com um ano e sete meses de idade, apresentando dispneia inspiratória, cianose, síncopes e dificuldade para dormir. Pode-se concluir que a identificação dos sinais clínicos da síndrome braquicefálica e os exames complementares podem fornecer informações relevantes e contribuir para o diagnóstico e tratamento precoces, melhorando a qualidade de vida do animal e diminuindo a ocorrência de complicações e alterações secundárias à síndrome.

Publicado
2020-09-24