Abordagem fisioterapêutica na hemorragia periintraventricular

  • Anna Carolina Rhinow Uniguaçu
Palavras-chave: Fisioterapia, Hemorragia periintraventricular, UTIneonatal, Prematuros

Resumo

Fisioterapia é a ciência da saúde que estuda, previne e trata os distúrbios cinéticos funcionais em órgãos e sistemas do corpo humano, e a permanência do fisioterapeuta em período integral nas unidades de terapia intensiva neonatais pode reduzir complicações, tempo de hospitalização e custos hospitalares. A hemorragia peri-intraventricular é uma das causas mais frequentes de agressão ao sistema nervoso central no período neonatal, e por isso, destaca-se o atendimento por neurologista e fisioterapeuta, que está relacionado ao fato de os principais diagnósticos identificados com repercussão em longo prazo serem neurológicos ou pulmonares. O objetivo deste estudo é descrever e atualizar a atuação do fisioterapeuta na prevenção e tratamento da hemorragia peri intraventricular. Os manuseios da fisioterapia no recém-nascido levam em consideração as particularidades anátomo-fisiológicas desta população, o que obriga o profissional da área a especializar-se cada vez mais. Por isso, são necessários estudos adicionais para confirmar ou não os achados dos autores citados nessa pesquisa, e também, para esclarecer outros aspectos e variáveis não investigados. Neste estudo será apresentada uma análise de 20 artigos selecionados, com publicação entre 2007 e 2019 buscando fazer uma revisão dos principais e mais atuais estudos sobre como a fisioterapia pode auxiliar nos casos de hemorragia periintraventricular.

Publicado
2019-07-30