AVALIAÇÃO DO VEF1 E CVF NO PACIENTE COM DPOC – REVISÃO DE LITERATURA

  • Bruna Kolodziejwski Centro Universitário Vale do Iguaçu-Uniguaçu
Palavras-chave: Avaliação. DPOC. VEF1 / CVF.

Resumo

A avaliação da doença pulmonar obstrutiva crônica é fundamentada nos dados clínicos e nos testes de função pulmonar, que demonstram obstrução ao fluxo aéreo, predominantemente irreversíveis. Diversos testes de função pulmonar são importantes no manejo terapêutico e na avaliação prognóstica dessa patologia. A espirometria é o primeiro teste funcional realizado e o mais importante na rotina da maioria dos pacientes. O objetivo do estudo foi observar se o teste da espirometria traz benefícios para o prognóstico correto do paciente durante a avaliação. O método empregado no artigo trata-se de uma revisão de artigos científicos buscados online relacionados ao tema que busca expor a importância da correta avaliação da capacidade residual funcional e do volume expiratório forçado em um segundo com a espirometria. Foram utilizados 10 artigos para a pesquisa entre os anos de 2002 a 2018. Os resultados alcançados foram que os testes de função pulmonar são fundamentais para o diagnóstico, sendo também importantes ferramentas para o acompanhamento dos pacientes portadores da doença pulmonar obstrutiva crônica. Concluiu-se que a espirometria é um método bastante útil e acessível e através dela pode-se avaliar o grau de obstrução que o paciente se encontra. Porém podem ser utilizados demais testes além da espirometria para se ter uma boa avaliação do paciente.

Publicado
2019-07-30