ATUAÇÃO DO FISIOTERAPEUTA NA PREVENÇÃO DAS ÚLCERAS POR PRESSÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA

  • Maicon Douglas Lobas dos Santos Centro Universitário Vale do Iguaçu
  • Bárbara Camila Flissak Graefling
Palavras-chave: Úlcera por Pressão. Escara. Intrínsecos. Extrínsecos.

Resumo

A úlcera por pressão é definida como a presença de uma lesão na pele decorrente de uma pressão local quando um indivíduo permanece na mesma postura por período prolongado, o desenvolvimento dessa lesão tem fatores tanto intrínsecos quanto extrínsecos e, pode ser evitada por meio de adoção de cuidados básicos. Com o aumento da expectativa de vida da população brasileira e em consequência o aumento das doenças crônicas percebe-se na prática diária da atenção primária um acréscimo no número de indivíduos acamados em seus lares. O fisioterapeuta é um profissional que vêm ganhando notória importância no manejo com essa população, pois consegue aliar sua aptidão reabilitadora adquirida em sua formação, com a prevenção, que é o pilar da atenção primária. O escopo deste estudo bibliográfico foi descrever a atuação do fisioterapeuta na prevenção da úlcera por pressão. O método empregado foi de revisão bibliográfica, realizada em base de artigos científicos que discorrem sobre o tema em dados eletrônicos na revista online Scielo, PubMed e Lilacs, com publicações dos últimos dezoito anos. Conclui-se que a úlcera por pressão é uma lesão bastante comum em pacientes com quadro grave e principalmente os que ficam acamados, porém pode-se perceber que o profissional de fisioterapia pode atuar na prevenção dessas úlceras por meio de estratégias como mobilização passiva e precoce, deambulação precoce, orientação aos familiares e a equipe, além das estratégias que podem ser realizadas pelos outros profissionais e pela família como a  mudança de decúbito a cada duas horas e  a inspeção cutânea diária.

Publicado
2019-12-31