MOBILIZAÇÃO SOCIAL E SAÚDE MENTAL:

O CASO DO GRUPO ESPERANÇA CASA AZUL DO MUNICÍPIO DE MAFRA-SC

  • Maria Aparecida Drapalski Uniguaçu
Palavras-chave: Saúde Mental, Reforma Psiquiátrica, Grupos Sociais, Reinserção Social, Autonomia

Resumo

O movimento da Reforma Psiquiátrica é marcado pela mobilização de profissionais da saúde, familiares e pacientes com transtornos mentais instigados a lutar pela extinção do tratamento desumano que havia. Este artigo tem como objetivo discorrer sobre a história da conformação da Associação Grupo Esperança Casa Azul localizado no município de Mafra-SC. A associação trata-se de uma sociedade civil filantrópica, que agregava usuários, familiares e profissionais com objetivo de rever o cuidado em saúde mental. Foi realizado uma coleta de informações junto às atas da Associação Grupo Esperança Casa Azul, no período de 1994 a 1996. Os dados foram organizados em gráficos e analisados à luz do referencial teórico, desenvolvendo uma análise comparativa entre as finalidades propostas no Estatuto da Associação Casa Azul e os assuntos discutidos nas reuniões. Verificou-se que o grupo estava tendo êxito quanto à efetivação das finalidades delimitadas no Estatuto.

 

Publicado
2019-12-31