O TREINAMENTO DE AGILIDADE PARA PRATICANTES DE TÊNIS DE CAMPO DO CLUBE DOS EMPREGADOS DA PETROBRAS

  • Élcio Volsnei Borges Centro Universitário Vale do Iguaçu - Uniguaçu
  • Rafael Carvalhp
Palavras-chave: Tênis, Esporte, Treinamento, Agilidade

Resumo

Esse estudo teve como objetivo verificar a importância do treinamento de agilidade para praticantes de Tênis de Campo, como problema de pesquisa a importância do treinamento de agilidade para os praticantes de Tênis de Campo do Clube dos Empregados da Petrobras? Essa pesquisa se caracterizou como pesquisa quantitativa e exploratória. O local da realização da pesquisa ocorreu no Clube dos Empregados da Petrobras no município de São Mateus do Sul - Pr. Como população feitos com tenistas do CEPE em São Mateus do Sul e a amostra foi feita com três (n = 3) tenistas, do sexo masculino e uma do sexo feminino com idades de 13 a 14 anos, possuem carga e frequência de treinamento diferente. Para a definição dos resultados esperados foi utilizado o seguinte modo de avaliação: Teste de Shuttle Run que de acordo com Carnaval (2000) o teste de Shuttle Run consiste em marcar o tempo em que um indivíduo leva para percorrer uma distância em um percurso de ida e volta. O voluntario terá que correr em velocidade máxima em direção aos blocos de madeira colocados em uma distância de 9,14 m, percorrendo está distancia o avaliado deve colocar o bloco atrás da linha de marcada e uma das suas pernas devem ultrapassar a linha junto ao bloco. Onde concluiu-se que os atletas possuem níveis medianos para a prática do Tênis. Durante a pesquisa pode-se observar que quanto mais tempo de treino o tenista tem mais desenvolve a agilidade. Para a análise dos dados, foi utilizado tabelas com a média dos tempos entre pré-teste e pós-teste onde foi comparado o benefício do teste de agilidade entre os atletas. O estudo obteve autorização do responsável legal para a realização do mesmo; termo de consentimento livre e esclarecido para amostra; aprovação pelo Núcleo de Ética e Bioética –NEB da Uniguaçu. Conclui-se que os atletas tiveram uma melhora no seu nível de agilidade após submissão do treinamento.

Publicado
2019-12-31