Efeitos do treinamento funcional no desempenho de atletas de jiu jitsu.

  • Rafael Gemin Vidal Centro Universitário Vale do Iguaçu
  • Brenda Martins
Palavras-chave: Jiu-Jitsu. Treinamento Funcional. Resistência Muscular. Flexibilidade. Preensão Manual.

Resumo

Flexibilidade, força e resistência localizada, são aptidões físicas extremamente necessárias para uma boa atuação durante as lutas de jiu jitsu, por isso, esse estudo objetivou verificar os efeitos do treinamento funcional no desempenho de atletas amadores de jiu jitsu, analisando os níveis dessas aptidões físicas e em sequência, realizando um treinamento de 18 semanas visando aprimorar essas capacidades. Participaram cinco atletas que competem no circuito paranaense de competições do estado do Paraná, organizado pela Confederação Brasileira de Jiu Jitsu (CBJJ). Os indivíduos foram submetidos a uma bateria de testes de flexibilidade, resistência muscular localizada e a força de preensão manual. Os resultados apontam aumento significativo na flexibilidade de quase todos os movimentos analisados, com exceção apenas no movimento de abdução horizontal de ombro. Quanto a resistência muscular localizada, houve melhora considerável nos resultados de todos os atletas avaliados, diferindo da preensão manual, sendo que o atual estudo não encontrou diferença expressiva no pós teste. De forma geral, foi verificado que o treinamento funcional pode gerar efeitos positivos no desempenho de atletas de Jiu-Jitsu, visto que houve significativo aprimoramento nos aspectos analisados, demonstrando ser possível que um treinamento direcionado e especifico melhore capacidades necessárias para um melhor rendimento desses atletas.

Publicado
2019-12-31