AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS IDOSOS E A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA

  • Eliani Aparecida Winhar Krug Centro Universitário Vale do Iguaçu
  • Jonathan Moreira da Silva
Palavras-chave: Idosos; Atividade Física; Qualidade de Vida.

Resumo

Considerando que as estatísticas demonstram crescimento da população brasileira na faixa etária considerada idosa, este artigo aborda a importância da realização de atividades físicas nessa fase e reforça a necessidade da introdução do profissional de Educação Física neste processo, pois muitos dos exercícios são realizados sem supervisão e podem trazer consequências desagradáveis e não favorecer satisfação ao praticante. Independentemente da idade, todas as pessoas podem beneficiar-se dos efeitos favoráveis da atividade física. Contudo, o tipo de atividade física deve ser escolhido em função das necessidades e possibilidades de cada pessoa e objetivos aos quais elas se propõem. O presente artigo tem como objetivos aplicar o questionário SF-36 para identificar os escores da qualidade de vida e da saúde de cada individuo, buscando conhecer e compreender as mudanças nos diversos aspectos da vida do idoso a partir da pratica de atividades físicas regulares, avaliar a importância da pratica dessas atividades na vida do idoso. A amostra desta pesquisa foi composta por 5 idosos com idade entre 60 a 80 anos praticantes de atividade físicas regulares. Para a coleta de dados utilizou-se o questionário SF-36, que contém perguntas fechadas, divididas por domínios, tal questionário é uma versão brasileira do questionário de qualidade de vida. Os cinco idosos que praticam atividades físicas regulares pelo menos três vezes por semana, na execução das atividades propostas pelo professor de Educação Física, os resultados demonstram os escores e níveis de qualidade de vida desses idosos e a melhoria ou não devido  a pratica de atividades físicas regulares.

Publicado
2020-05-21