AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE UM PACIENTE IDOSO EM UNIDADE DE TRATAMENTO INTENSIVO (UTI)

  • Caroline Vogel Uniguaçu
Palavras-chave: Estado nutricional, terapia nutricional enteral, unidade de terapia intensiva (UTI), idoso.

Resumo

Mais de 50% dos pacientes internados nas unidades hospitalares, é composta por idosos e 77% com mais de 80 anos sofrem de desnutrição devido a uma ingestão alimentar inadequada. A nutrição tem papel importante na modulação do processo de envelhecimento humano e na etiologia de doenças associadas com a idade, bem como no auxílio da recuperação de pacientes hospitalizados, porém os efeitos da desnutrição sobre a evolução dos pacientes são relatados como fatores coadjuvantes na mortalidade e morbidade. O estudo de caso realizado com um paciente do sexo masculino, idoso e internada na Unidade Terapia Intensiva (UTI) com insuficiência renal crônica (IRC), doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), nefrolitíase bilateral e um quadro de desnutrição grave. A terapia nutricional enteral é fundamental ao paciente critico, a prática clínica comprova que o estado nutricional (EN) interfere na evolução clínica. Fatores específicos ao tratamento, tornam o suporte nutricional um desafio. A administração do alimento, a quantidade e o tipo de dieta ofertada devem ser avaliados para evitar complicações. O estudo teve por objetivo avaliar o EN, visando melhora do quadro clínico do paciente e sua qualidade de vida. Os dados foram coletados através de medidas antropométricas. O EN da paciente mostrou baixo peso. Porém, é importante conhecer e avaliar a alimentação desta paciente para a diminuição os sintomas clínicos, melhorando o aporte calórico e seu EN. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o estado nutricional de um paciente idoso critico que se encontrava em unidade de tratamento intensivo (UTI).

Publicado
2020-05-21