PEELINGS QUÍMICOS

PEELING DE FENOL

  • Elaine Ferreira Centro Universitário Vale do Iguaçu
Palavras-chave: Peeling químico. Peeling profundo. Fenol. Rejuvenescimento.

Resumo

O envelhecimento facial é um fato que preocupa grande parte das pessoas e um dos recursos utilizados para o rejuvenescimento são os peelings. O presente trabalho teve como objetivo destacar as características do peeling de fenol, indicações, contraindicações e técnica de aplicação, realizando um levantamento dos cuidados, complicações e sua efetividade. A elaboração foi baseada em artigos de procedência científica entre os anos de 2004 a 2019. O peeling de fenol em concentrações maiores é considerado um peeling profundo, e nesse caso o procedimento deve ser realizado apenas pelo médico, pois se trata de um procedimento estético que promove um processo de renovação celular intenso, resultando no rejuvenescimento facial de uma forma mais natural que outros tratamentos. Pessoas com rugas profundas ou que sofreram com os efeitos do fotoenvelhecimento, alterações decorrentes da radiação solar sobre a pele, são as mais recomendadas para este procedimento. Após a aplicação de peeling de fenol, o paciente pode demorar até três meses para recuperar-se completamente. Entretanto os resultados do tratamento podem demorar até seis meses para aparecer. Seus resultados são bastante expressivos, capaz de rejuvenescer a pele em aproximadamente 10 anos, recuperando cor, contornos, tônus e a luminosidade. Por conta de sua toxicidade, deve ser aplicado com cautela e diante todas as contra-indicações analisar se o paciente possui pele adequada para realização do procedimento. Sendo assim, fica permitido ao biomédico e ao farmacêutico apenas a realização de procedimentos com concentrações menores para efeito de peeling superficial e médio, mas que também possuem resultados satisfatórios.

Publicado
2020-05-21