CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO E A ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS DE CIÊNCIA DA SAÚDE

  • LARISSA HERMANN AMARANTES CENTRO UNIVERSITÁRIO VALE DO IGUAÇU
Palavras-chave: Didática, Formação Docente, Ensino Superior.

Resumo

Destacando as áreas das ciências da saúde, onde o profissional se especializa em áreas especificas de sua atuação e não para prática em sala de aula, o presente estudo busca compreender como se efetiva o processo educacional nos cursos de ciência da saúde. Buscou-se identificar como está a formação e preparação dos profissionais docentes do ensino superior nas áreas da saúde e avaliar problemas comuns no ensino das ciências da saúde desta universidade que podem ser resolvidos mediante recursos didáticos. O trabalho contou com duas frentes de abordagem: de um lado foram selecionados dois cursos da área da saúde de um Centro Universitário, sendo realizada a análise do Currículo Lattes do total de 18 professores, com a intenção de analisar a formação dos docentes. Por outro lado, foi elaborado um questionário através da Plataforma Google Formulários Online e aplicado a 82 alunos matriculados nos dois cursos, com o intuito de conhecer a atuação dos docentes em sala de aula, segundo a visão dos alunos. Após a aplicação, identificou-se que apenas 1 dos docentes possui doutorado e 12 mestrado, também verificou-se que apenas 5 dos 18 analisados direcionou sua formação para a educação. Com a aplicação do questionário, foi possível obter a resposta de que na visão dos alunos, 50% dos alunos afirmaram que os professores possuem didática para ministrar as disciplinas e que 48,8% nem sempre conseguem sucesso. Outro ponto analisado foi a diferença de atuação de professores especialistas, mestre e doutores, onde 62,2% dos alunos colocaram que sentem diferença em relação a formação do professor, e 31,7% que nem sempre sentem esta diferença. Conclui-se assim que apesar da obtenção de boas estáticas em relação a didática dos docentes em sala de aulas, faz-se necessário maiores especializações na área da educação, além da necessidade de se repensar alguns comportamentos docentes, tanto referente à formação quanto à atuação.

Publicado
2020-09-24