INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NA DOR E NA QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM ARTRITE REUMATOIDE - REVISÃO DA LITERATURA

  • LARISSA SETEMBRINO Centro universitário vale do iguaçu
Palavras-chave: Fisioterapia. Artrite Reumatoide. Dor. Qualidade de vida.

Resumo

RESUMO

A artrite reumatoide é uma doença autoimune, crônica, idiopática e inflamatória que atinge simetricamente os tecidos, órgãos e as articulações periféricas causando dor, edema, rigidez e diminuição da qualidade de vida. Sua prevalência, a nível mundial, permeia entre 0,5 e 1%, similar à literatura brasileira, podendo ocorrer em todos os grupos étnicos. Acomete, especialmente, o sexo feminino na faixa etária entre 20 e 60 anos de idade. A dor, o quadro inflamatório associado às alterações musculoesqueléticas são os principais fatores responsáveis pelo impacto na qualidade de vida (QV) do sujeito, tanto em aspectos físicos, quanto em aspectos mentais. Atualmente, diversos métodos possibilitam um manuseio satisfatório da doença. Dentre estes a fisioterapia. O objetivo desse trabalho é realizar uma revisão de literatura sobre as características do paciente com Artrite Reumatoide, bem como a intervenção da fisioterapia nas dores e na qualidade de vida desses pacientes. Esta pesquisa é uma revisão da literatura que teve como base artigos científicos das bases de dados Scielo, Bireme e Google Acadêmico. Foram pesquisados artigos publicados no período de 2007 até 2017 nas bases de dados Bireme, Scielo e Lilacs. Conclui-se que a cinesioterapia e a hidroterapia tem o  proposito de aliviar a dor e combater os processos inflamatórios, para permitir restaurar a amplitude de movimento articular e a atividade muscular, prevenir a instalação de novas deformidades, promover o bem-estar físico, psíquico e social.

Publicado
2019-07-30