FISIOTERAPIA APLICADA À HUMANIZAÇÃO DO CUIDADO NEONATAL:

TÉCNICA DE OFURÔ E INFLUÊNCIA NOS SINAIS VITAIS DO RECEM NASCIDO PRÉTERMO

  • Ana Caroline Pedroso Centro Universitário do Vale do Iguaçu- Uniguaçu
  • Ana Carolina Betto Uniguaçu
Palavras-chave: Humanização; Prematuridade; Fisioterapia; Ofurô.

Resumo

A técnica de ofurô, também conhecida como ofuroterapia, é uma prática fisioterapêutica de conduta humanizada aplicada nas unidades de terapia intensivas neonatais brasileiras em recém-nascidos prematuros clinicamente estáveis, já que uma vez internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), o bebe é exposto a um ambiente estressante, com luzes fortes e ruídos intensos, mudanças de temperatura, interrupção do ciclo do sono, a avaliações e procedimentos que muitas vezes geram desconforto e dor.  A ofurôterapia simula a sensação do útero materno e vem sendo aplicada pelo fisioterapeuta com o intuito de gerar conforto, estimular o vinculo precoce entre mãe, bebe e familiares, além de prevenir ou minimizar o surgimento de enfermidades comuns à prematuridade. Desse modo, a técnica vem sendo aplicada com a imersão do RNPT enrolado, em padrão flexor, num balde com água aquecida até a altura das clavículas, dispondo de controle de temperatura e ambiente. O objetivo desse artigo foi investigar o papel do fisioterapeuta frente à humanização do cuidado Neonatal por meio da técnica de ofurô, buscando analisar sua influencia sobre os sinais vitais do bebê. A metodologia abrange a revisão bibliográfica da literatura portuguesa e inglesa a partir de busca nas bases de dados do Google acadêmico utilizando os seguintes descritores: “humanização”, “prematuridade”, “fisioterapia”, “ofurô”, com artigos publicados entre os anos de 2010-2020. Concluiu-se que a técnica de ofurô constitui um recurso seguro e eficaz, que proporciona melhor desfecho clinico, apresentando melhora nos sinais vitais, estabilizando FR, FC, temperatura corporal e aumentando a Sao2, além disso, encontraram-se evidências de ganho de peso, melhora da qualidade do sono, diminuição do estresse e do quadro álgico.

 

Publicado
2020-12-14