Os Os efeitos da prática de exercícios físicos no tratamento da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono:

um estudo de caso

  • Hélio Cordeiro Franco Junior Centro Universitário Vale do Iguaçu - Uniguaçu
  • Andrey Portela
Palavras-chave: Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono., Exercício Físico., Qualidade de vida.

Resumo

RESUMO: O estudo teve como objetivo descrever os efeitos da prática de exercícios físicos no tratamento da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS). Trata-se de uma pesquisa aplicada, de campo, quantitativa, descritiva e de caso. A amostra do tipo não probabilística intencional foi composta por um indivíduo do gênero masculino, com idade de 50 anos, obeso, com histórico de hipertensão e cardiopatia, apresentando um quadro clínico de roncopatia, pausas respiratórias e sonolência diurna excessiva. O indivíduo faz uso contínuo do polígrafo do sono todas as noites, revelando também a existência de um índice de SAOS grave. Como instrumento de pesquisa foi utilizado os dados do próprio polígrafo do indivíduo pesquisado, denominado como Continuous Positive Airway Pressure (CPAP); questionário misto construído pelos pesquisadores; programa de exercícios físicos estruturado. Após aprovação do Núcleo de Ética e Bioética da Uniguaçu, o indivíduo foi convidado a participar do estudo, assinando um termo de consentimento livre e esclarecido. A coleta ocorreu durante os meses de junho e setembro de 2020. Os dados foram analisados a partir da estatística descritiva, utilizando-se o software Microsoft Excel. Ao final chegou-se as seguintes considerações: a prática de exercícios físicos apresentou-se de forma eficiente para a redução da frequência de Índices de Apneia e Hipopneia - IAH, e da sonolência, possibilitando mais e melhores horas de sono, somando-se a perda de peso, diminuição da pressão arterial e dos batimentos cardíacos de repouso, possibilitando que o sujeito se percebesse menos estressado e com mais disposição para realizar suas tarefas diárias.

Publicado
2020-12-14