Influência do alongamento estático no desempenho de força muscular

Palavras-chave: Alongamento, Treinamento resistido, Força muscular, Exercício físico

Resumo

O alongamento é usado em diversas práticas desportivas como preparação para a realização dos treinos, sendo para melhorar a flexibilidade e/ou mobilidade, seja para minimizar o risco de lesões, ou para melhora no desempenho, contudo, na literatura atual há controvérsias sobre as respostas fisiológicas sobre a força muscular, por isso, esse estudo objetivou verificar a influência do alongamento estático no desempenho de força muscular. Participaram do estudo cinco indivíduos do sexo masculino, avançados na musculação e que treinavam na Academia Corpo em Ação de União da Vitória. Os indivíduos realizaram o exercício supino reto com barra até a falha concêntrica em diferentes condições: imediatamente após o alongamento; 20 segundos após o alongamento; 40 segundos após o alongamento; 60 segundos após o alongamento; e 120 segundos após o alongamento. Os resultados mostram que a condição de 0” (imediatamente após o alongamento) mostrou diferença estatisticamente significativa (p<0,05) para todas as demais condições (20”; 40”; 60” e 120”), sendo que nesta condição o número de repetições foi maior. Dentre as demais condições, não foram apresentadas diferenças significativas (p>0,05). De forma geral, o alongamento realizado antes do exercício de força não interfere negativamente e significativamente no seu desempenho, porem destaca-se a importância na prescrição levando em consideração fatores como, volume de estímulos de alongamento, intervalo de recuperação, e musculaturas e exercícios utilizados.

Publicado
2021-03-15