Bingo do afeto

uma outra possibilidade de trabalho na terceira idade - uma análise reichiana

  • Milena Iwasenko Uniguaçu
  • Ivan Gross
Palavras-chave: Psicologia, Carência afetiva, Envelhecimento, Idosos

Resumo

No presente artigo, pode-se observar que o envelhecimento é um processo pelo qual é caracterizado por diversas modificações sendo elas, morfológicas, funcionais, bioquímicas e até mesmo psicológicas, esses são alguns dos fatores que determinam a adaptação do sujeito no meio ambiente, e podem ocasionar em casos de vulnerabilidade e doenças, podendo gerar perdas de papéis na sociedade, solidão e carência. Nesta fase da vida pode surgir a carência afetiva que é definida pela psicologia como um conjunto de fenômenos psíquicos que tem manifestações pelas emoções, sentimentos, podendo ser benéficos ou maléficos, trazendo prazer ou até mesmo a dor, sendo assim, seria tudo aquilo que afeta o sujeito em sua forma emocional. Portanto o afeto é um grande influenciador para a formação de vínculos, e pode auxiliar no desenvolvimento pessoal de cada sujeito, lhe proporcionando diversos aspectos positivos. Além disso, pode-se citar a Psicologia Corporal, a qual,  tem suas raízes firmadas em Wilhelm Reich, nesta teoria é abordado a procura e entendimento do indivíduo como uma grande energia, encontrando dois processos paralelos, sendo eles, a mente e corpo, dessa forma, seu principal estudo está voltado para as manifestações do comportamento e a energia que a mente tem sobre o corpo. Portanto, o Estágio Básico III foi realizado no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), que tem como objetivo prevenir ocorrências em situações de vulnerabilidade e riscos sociais. Dessa forma, juntamente com a psicóloga do local entendeu-se que a demanda do grupo de idosos seria a carência afetiva, sendo assim, foi realizado um bingo afetivo. Haja vista que o bingo é uma atividade familiarizada pelo grupo, tal qual não é aberto para consideráveis mudanças.

Publicado
2019-07-30