PERCEPÇÕES DOS INDIVÍDUOS DE UM GRUPO DA TERCEIRA IDADE DO MUNICIPIO DE SÃO MATEUS DO SUL-PR SOBRE HIV/AIDS: e o papel do enfermeiro como educador em saúde

  • Eliani Aparecida Winhar Krug Centro Universitário Vale do Iguaçu
Palavras-chave: Educação em Saúde, Idosos, HIV, AIDS.

Resumo

É possível afirmar que a infecção pelo HIV atingiu o estágio de pandemia no mundo, apresentando-se no Brasil como uma epidemia de proporções preocupantes e com variados perfis epidemiológicos.  Com o passar dos anos, o aumento da expectativa de vida somado aos  avanços da medicina e do mercado farmacêutico  com a criação de inúmeros medicamentos  que interferem na qualidade de vida dos indivíduos, como é o caso da descoberta do (Viagra), medicamento para disfunção erétil, permitiram ao indivíduo idoso ter uma vida sexualmente ativa, e com isso homens e  mulheres desta faixa etária, por  não estarem mais em idade reprodutiva e não acreditarem  que  estão suscetíveis a contaminação pelo vírus HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis, acabam não fazendo uso do preservativo. Devido a estes fatores  somado a falta de informação ou percepções errôneas dos mesmos no que diz respeito às DSTs, formas de prevenção e tratamento, acarretaram no aumento consideravelmente significativo do número de casos de HIV/AIDS nesta população nos últimos anos. O objetivo deste estudo foi identificar as percepções dos indivíduos idosos frequentadores de um grupo da terceira idade do município de São Mateus do Sul-PR, acerca do tema HIV/AIDS. Os resultados da pesquisa, serviram para demonstrar que os idosos pelo pouco conhecimento que possuem acerca do tema HIV/AIDS, muitas de suas percepções são errôneas, e isso contribui para o aumento da vulnerabilidade dos mesmos frente a infecção pelo vírus HIV. E sendo assim, a pesquisa pôde contribuir para a sugestão de ações de educação em saúde dirigidas a este público em franco crescimento.

Publicado
2019-07-30